O Circo Mecânico Tresaulti, de Genevieve Valentine

17:22:00


"Bem-vindo, senhor, ao Circo Mecânico Tresaulti. Malabaristas e acrobatas e garotas no ar, o melhor espetáculo que há."

Num mundo pós-apocalíptico, o Circo Mecânico Tresaulti busca levar alegria e diversão à população. O diferencial desse espetáculo é a trupe. Constituído por sobreviventes de guerra, o grupo reúne pessoas um tanto especiais. Além da capacidade de encantar o público, esses circenses apresentam boa parte de seus corpos composta por engrenagens e peças mecânicas. No entanto, apesar de possuírem membros marcados por metais, o lado humano desses artistas nunca deixou de existir. 

Basicamente, essa é a história. Como o livro não é focado no enredo, mas sim nos personagens, qualquer informação pode ser um spoiler. Portanto, o que o leitor precisa saber antes de dar início à essa leitura é que O Circo Mecânico Tresaulti retrata exatamente aquilo sugerido pelo título: um espetáculo circense.


Narrada de forma não linear, mesclando capítulos geralmente curtos em terceira e primeira pessoas, a obra tem como ponto principal a construção dos personagens. Os componentes do circo vão sendo introduzidos aos poucos, de modo que dançarinas, trapezistas, saltadores e malabaristas têm suas histórias contadas, englobando os motivos pelos quais se uniram à trupe e a sua relação com ela, possibilitando ao leitor a idealização da sua personalidade e da sua contribuição para o grupo.

Sobreviventes de guerra, os circenses tiveram suas vidas transformadas por Boss, comandante da equipe. Dona do talento de substituir partes dos corpos por peças de metal e engrenagens, a chefe do circo proporciona recomeços e salva todos aqueles dispostos a se unirem à grande família Tresaulti.


Nos momentos em que a narração é feita em primeira pessoa, quem conta sua história é Little George, o rapaz que cola cartazes nas cidades anunciando a chegada do circo. Sendo o mais humano da trupe, ele é responsável por ilustrar o sentimento de confusão inicial sentido pelo leitor, incapaz de compreender o Tresaulti e a sua missão, e a sua fase de entrega à magia do espetáculo.

O trabalho de Genevieve Valentine é simplesmente encantador. Sua originalidade e sua escrita me conquistaram já nas primeiras páginas, porém o que me mais me cativou foi o jeito como o universo e os personagens foram desenvolvidos. Num local devastado pela guerra, uma possível maneira de restaurar a comunidade e proporcionar-lhe uma tentativa de amenizar a sua fragilidade é levar até ela a diversão. O modo como a autora conseguiu fazer isso, possibilitando a ideia de simples e pura alegria, foi bastante sensível e belo. A única palavra que me vem à mente para descrever essa produção é "mágica".


O Circo Mecânico Tresaulti é um daqueles livros que muitos irão amar, muitos irão detestar, sendo boa parte desse segundo grupo por não conseguir entrar de cabeça no mundo criado pela autora. Com isso não quero dizer que nem todo mundo é capaz de entender a obra, mas sim que é necessário se entregar aos encantos do circo para poder apreciar o espetáculo por inteiro, algo que pode demandar um pouco mais de tempo e dedicação.

Essa é a segunda edição de O Circo Mecânico Tresaulti, publicada agora em 2016 pela DarkSide Books após a primeira remessa da obra ter sido esgotada. Além dos detalhes incríveis na folha de guarda e em outras páginas, a diagramação conta com ilustrações belíssimas feitas pelo brasileiro Wesley Rodrigues e a edição possui uma carta escrita pela Genevieve para seus leitores.

"Um circo sempre encontra um lar; todos querem um espetáculo."


Minha Estante #62
Título: O Circo Mecânico Tresaulti
Autor (a): William March
Páginas: 320
Editora: DarkSide Books
Nota: 5/5
Onde comprar: Amazon | Americanas | FNAC | Saraiva | Submarino 
Livro cedido em parceria com a editora






Vocês já leram O Circo Mecânico Tresaulti? O que acharam da história? Me contem nos comentários!
Beijos e até o próximo post!

♥ Banco de Séries | Facebook | Filmow | Goodreads | Instagram | Skoob | Twitter | YouTube ♥

You Might Also Like

6 comentários

  1. Quando eu li a primeira vez também me confundia, achava que era o Little George o narrador, mas depois de um tempo vc acaba se acostumando. bom que tem capítulos são alguns curtinhos, daí quando a leitura dá uma arrastada (coisa pouca) esses capítulos mais curtos voltam a gente para a leitura. Gostei da história das asas e do que falavam do Alec. E adorava sempre que falam que nada mais importa, mas o circo tinha que continuar.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Renata! O tamanho dos capítulos ajuda bastante e aos poucos nós vamos nos acostumando com a narrativa. Beijos ♥

      Excluir
  2. Oi Gabi, td bem?
    A Dark Side e essas edições babantes *-----* O livro é lindo!
    Mas tenho medo de acabar fazendo parte do que grupo que não curtiu a história, rs. Não é do tipo que eu costumo ler =/
    Mas a construção de tudo parece ser bem interessante!
    Bjs, te indiquei num prêmio lá no blog ;)
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol! Tudo sim e contigo? Acho que vale a pena se arriscar, é sempre bom tentar sair um pouco da zona de conforto. Obrigada pela indicação! Beijos ♥

      Excluir
  3. Gabrielle, confesso que fui, inicialmente, atraída pelo livro por suas magníficas capas, as duas edições são maravilhosas! Após ler várias críticas e essa ótima resenha, cheguei à conclusão de que este livro é imperdível. Acho incrível histórias criadas no mundo pós-guerra e este é maravilhoso por apresentar um circo com pessoas que trabalham nele modificadas com partes mecânicas.
    A Darkside é extraordinária por sempre nos trazer histórias surpreendentes e torço somente para que eu possa ler O Circo Mecânico Tresaulti em breve.
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As duas edições são lindas mesmo e só aumentam a curiosidade em relação à história. Espero que você consiga realizar essa leitura logo e goste dela tanto quanto eu. O livro é lindo! Beijos ♥

      Excluir

Não vai sair sem deixar um comentário, né? Sua opinião é muito importante para mim.
Por favor, deixe o link do seu blog no final do comentário, assim poderei retribuir a visita.
Obrigada. Volte sempre!

Layout por Gabrielle Oliveira. Tecnologia do Blogger.

Twitter

@blogfrasesperdidas

Subscribe