Minha Estante #31|Uma vida para sempre

20:20:00

Título: Uma vida para sempre
Autor (a): Simone Taietti
Páginas: 352
Editora: Novo Século
Onde comprar: Saraiva

Sinopse: Ethel diz estar morrendo. Contudo, não afirma isso apenas em razão de sua doença. Talvez a única certeza de nossa existência seja a morte, o fato de que ela chega para todos. Mas nem por isso deixa de ser a maior incógnita da vida.
Em um hospital, em meio à dor das histórias dos pacientes, Ethel encontrou amigos. Entre passeios em cemitérios, frequentando velórios e enterros de estranhos, ela tenta preparar a si e aqueles que ama, para o que parece estar ali tão próximo, o fim. Entretanto, não esperava enfrentar algumas surpresas que a fizessem duvidar de tal preparação.
As estatísticas ruins, a inexorável passagem do tempo. Onde reside a lógica disso que nos arranca pedaços, da súbita inexistência do que outrora era vívido e pulsante? Um corpo que jaz. Palavras que se perdem. A finitude de tudo o que é tão belo talvez seja a maior dor do mundo.
Uma vida para sempre é um compilado de desejos, pensamentos e dias.
Quanto dura o para sempre?
Ethel descobriu.
Nota: 5/5

 [Livro cedido para resenha pela autora]

"Por pensar tanto na morte, percebi que ela é mais sombria do que parece. E sabe por quê? Simplesmente porque as pessoas não pensam nela e então se desesperam quando estão na iminência de morrer ou quando perdem um parente próximo, porque há palavras não ditas e coisas por fazer aqui. As pessoas precisam tomar ciência dessa importância, precisam aprender aos poucos a desapegarem-se da vida terrena. E sabe por quê? Porque ao passo que estamos vivendo, também estamos caminhando para a morte." (Pág. 143)


Ethel é uma garota de dezessete anos quase comum. As diferenças entre ela e as outras jovens da mesma faixa etária são: 1) ela é portadora de uma doença conhecida como CIPA, que significa Insensibilidade Congênita à Dor com Anidrose, 2) sua única certeza de existência é a morte, que, mais cedo ou mais tarde, chega para todos, e 3) seu nome não é nada normal para uma brasileira. Por ter essa doença raríssima, Ethel não sente dor, o que muitos acreditam ser algo maravilhoso mas que pode causar diversos problemas, já que assim os sintomas de outra patologia podem não ser identificados, resultando no seu agravamento. Além desta questão, há uma outra: a super proteção da sua mãe, que vive preocupada com ela e tenta priva-la de tudo para que nada de ruim aconteça contigo.
Mantendo a ideia de que está morrendo e de que todos estão, pois para a jovem a morte é algo que precisa ser encarado, Ethel passa o tempo indo a velórios e enterros de pessoas que não conhece, visitando cemitérios, buscando se preparar para o fim próximo e conversando com amigos que fez durante idas ao hospital da cidade vizinha, entre eles Gertrud, uma idosa que precisa enfrentar sessões de hemodiálise e que entende a garota como ninguém. Em uma dessas visitas, Ethel conhece Vitor, que possui LMA, Leucemia Mileode Aguda, e torna-se a sua mais nova companhia. Ao se descobrirem ótimos amigos, ou um pouco mais que isso, enfrentam situações surpreendentes que os fazem refletir sobre a vida, a morte e o para sempre.
Ethel, apesar de jovem, é um belo exemplo. Como poucos, ela entende que a morte virá e que não há como impedi-la, por isso tenta preparar a si mesma e as pessoas que a amam para esse fim, o que não é uma missão fácil. Tentando conseguir liberdade da mãe super protetora, a garota passa o maior tempo que pode no hospital, conversando com seus amigos e lendo As Palavras de Maude, uma coluna do Periódico Matinal (uma espécie de jornal do hospital, feito por voluntários do curso de Jornalismo da Universidade do Vale), pensando em quem poderia ter palavras tão sábias sobre assuntos mórbidos e a habilidade de coloca-las no papel. Ao conhecer Vitor, encontra uma companhia para suas reflexões, que ganha um lugar especial no seu coração.
Pensaram em A Culpa É Das Estrelas? Apesar de também ser um sick-lit e apresentar algumas (poucas) semelhanças com esse sucesso do John Green, Uma vida para sempre é bem diferente. A escrita da Simone conquista o leitor desde a primeira página e a história da Ethel faz o mesmo. Carregada de citações maravilhosas (se eu pudesse marcaria o livro inteiro), essa obra é uma ótima pedida para quem ama enredos emocionantes e cheios de romance. O final é completamente surpreendente e me deixou sem reação. Fiquei um tempo refletindo sobre o que tinha acontecido e não encontrei palavras capazes de descrever os meus sentimentos no momento. Leiam esse livro, vocês não irão se arrepender. 

"Sempre fugimos da normalidade, mas só até o exato ponto em que percebemos que a normalidade provavelmente está atrelada aos melhores momentos de nossas vidas." (Pág. 48)

Já conheciam o livro da Simone? O que acharam da história? Comentem! Se ainda não leram, super recomendo. 
Beijos e até o próximo post! 

♥ Facebook | Filmow | Goodreads | Instagram | Last.fm | Skoob | Twitter | YouTube ♥




You Might Also Like

21 comentários

  1. Oi, Gabi! Tudo bem? Ahh estou apaixonado pela capa desse livro! <3 Ela é muito linda, né? A premissa da obra também chama a minha atenção, o livro me pareceu ser ótimo e eu fiquei bem curioso para lê-lo! Adorei a resenha! :)

    PS: Te indiquei em uma tag no meu blog, ela se chama Cálculos! Depois dá uma olhadinha lá...

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Gabi, já vi tantas resenhas super positivas sobre esse livro que me da cada vez mais vontade de lê-lo! Sem contar que a capa está maravilhosa, o que me deixa muito mais animada :D

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Gabi! Tudo joia??
    Que capa maravilhosa. Meu Deus. Apaixonei.
    E pela resenha o livro parece ser ótimo !! To super curioso pra ler.
    Beijos.

    mundoemcartas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Eu gosto de ler livros assim de vez em quando. Só de vez em quando porque me deprime hehe. Mas me deu vontade de ler por ser uma doença que nunca vi em livro nenhum.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Oi!!
    Eu já li resenhas desse livro e achei demais!
    Quero muito ler. Além da estória ser muito atrativa a capa é lindona, né?
    haha
    O trabalho da editora também parece ter sido muito bem feito!

    O Outro Lado da Raposa

    ResponderExcluir
  6. Eu já queria ler esse livro, mas depois da sua resenha queromuito mais. O livro parece realmente ser maravilhoso.

    ResponderExcluir
  7. Uau, essa capa é muito linda <3 to in love. Quero muito ler esse livro, ja li tantas resenhas positivas que me deixa mais doida ainda pra ler. Beijinhos :*

    ResponderExcluir
  8. Oi, Gabi! Esse livro parece ser incrível! Confesso que gostei de ACEDE, mas esse parece ser ainda mais emocionante. Fiquei bastante curiosa! Beijos.

    http://livro-apaixonado.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. O livro é um grande grito libertador para que não deixemos de viver pelo simples medo da morte. Recomendo muito a leitura a todos,uma linda de história de amor e com uma linda mensagem de amor ao próximo.

    ResponderExcluir
  10. Gabrielle!
    Não conhecia o livro da Simone e gostei do enredo como sick lit.
    Deve ser bem difícil não sentir dor, porque se houver um corte, ela nem sentirá e poderá sangrar até a morte... difícil e tenso.
    Entendo a super proteção da mãe.
    Um tanto mórbido ficar visitando cemitérios e enterros..kkkk
    Gostaria de aprender os ensinamentos do livro.
    Semaninha cheia de luz e paz!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Nossa amei a sinopse, achei sua resenha muito bem escrita e o blog lindo!!!
    Voltando ao livro, achei um ótimo tema, sai daquela temática de ensino superior e vem nos ensinar algo por trás da dor, a força.
    Fiquei interessada em ver como a personagem lida com a superproteção da mãe e como ela lida com a morte, o que sente em saber que a mesma a cerca, diferente da força que ela passa ao outro, imagino que para ela seja muito difícil lidar com esse fato.
    Enfim espero poder ler o livro!
    Bianca Valente

    ResponderExcluir
  12. eu ja vi falarem mttt bem desse livro e como isso acontece e a historia tb me interessa eu fico doidaa pra ler ele logo hasuhasuh

    ResponderExcluir
  13. To apaixonada pelo livro e pela sua resenha :) esse livro me interessou tanto pelo assunto quanto pela capa

    ResponderExcluir
  14. Já tinha lido outra resenha sobre esse livro e a sua apenas confirmou a primeira impressão: É um livro emocionante e delicado, para se carregado por toda a vida com o que tiramos dele. Por algum vislumbre do destino, acho que chorarei ao ler, seja de alegria ou tristeza, tudo nele grita: " Vou te fazer chorar o mar em que o Titanic afundou e vou te enlouquecer de tanto me amar", sem exagero, ele grita isso para mim.
    Ethel parece uma personagem única, pela qual já sinto apego pelas resenhas que leio. A visão dela sobre a morte e como enxerga o mundo me despertam curiosidade, espero poder logo ter essa graça de livro nas minhas mãos.

    ResponderExcluir
  15. Oie Gabi! ^^
    Já conhecia o livro da autora e já li outras resenhas referente a história, como gosto muito desse gênero, tenho um grande interesse no livro e a sua resenha só ajudou a reforçar essa minha vontade de conhecer a escrita da Simone. Tenho certeza que quando tiver a oportunidade de ler, irei me emocionar muito! <3

    Beijocas e até logo! ;)
    https://worldofmakebelieveblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  16. Nossa, não sei, acho que fiquei um pouco deprimida só de ler a sinopse.. mas fiquei curiosa também. Falar da morte é um tanto interessante.
    Beijos ;*
    http://bhulago.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. Amei a capa e a resenha me fez me apaixonar pelo livro. Nescessito ler. o TEMA DO LIVRO É MEGA INTERESSANTE.

    ResponderExcluir
  18. Já estava bastante interessada em ler esse livro só pela sinopse, e agora depois de ver essa resenha fiquei ainda mais ansiosa em conferi essa história que parece ser ótima, super emocionante.

    ResponderExcluir
  19. Gameii na capa, lindaa !
    Adorei a resenha, ansiosíssima para te-lo na minha estante !

    ResponderExcluir
  20. Gostei da resenha! Tô doida para ler o livro! *-*

    ResponderExcluir
  21. Oi, Gabi!
    Essa capa tá uma lindeza <3
    Tenho gostado bastante de sick-lits ultimamente, e fiquei feliz em saber que uma autora nacional escreveu algo do gênero (e que parece tão bom)
    Infelizmente, a verdade é essa: todos vamos morrer
    Um dia a mais é um dia a menos. O jeito é aproveitar.

    Beijos,
    Duas Leitoras

    ResponderExcluir

Não vai sair sem deixar um comentário, né? Sua opinião é muito importante para mim.
Por favor, deixe o link do seu blog no final do comentário, assim poderei retribuir a visita.
Obrigada. Volte sempre!

Layout por Gabrielle Oliveira. Tecnologia do Blogger.

Twitter

@blogfrasesperdidas

Subscribe